O que acontece na comunidade judaica de Santa Catarina passa por aqui. Ações, projetos, celebrações, cultura, espiritualidade e muito mais!

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Celebração de Sucot com falafada na AIC

No Shabat do dia 24 celebramos Sucot, a Festa das Cabanas. É uma festa baseada nas dádivas da história judaica e na abundância da natureza. Esta festa também é conhecida pelos nomes: Festa da Colheita e A Festa-Chag HaSucot e tem tanto um significado nacional quanto histórico e agrícola.
O movimento juvenil Hashomer Hatzair conduziu o Shabat e uma Falafada (bolinhos de grão de bico, humus, salada e pita) foi o cardápio.
Todos curtimos muito a festa organizada pelos jovens da nossa comunidade!


quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Newsletter Conib - Edição Extra - 22-09-10

Conib destaca
Textos e manchetes da mídia nacional e estrangeira
Para informar nossos ativistas comunitários

Sucot e seu significado

A festa das cabanas
Porque fiz habitar os filhos de Israel em cabanas,
quando os tirei da terra do Egito
Levítico 23:42

A peregrinação dos judeus durante 40 anos, rumo à Terra Santa, após a libertação do Egito, onde eram escravos, é o motivo central da festa de Sucot, que significa, em hebraico, “tabernáculos” ou “cabanas”. O termo relembra o tipo de moradia que os judeus utilizavam no deserto.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

domingo, 19 de setembro de 2010

Yom Kippur na AIC

Rosh Hashaná e Yom Kippur (o Dia do Perdão) são duas das principais passagens do calendário judaico. Entre o início de uma e o término da outra, transcorrem dez dias em que os judeus se reúnem nas sinagogas para orar, fazer um balanço das ações, se arrepender de erros cometidos durante o ano e se purificar para a entrada de mais um ano. As celebrações são marcadas por inúmeras tradições. Dentro da sinagoga, além das orações, tanto no Rosh Hashaná quanto em Yom Kippur, há o toque do shofar, instrumento feito de chifre de carneiro. Seu som anuncia a chegada do ano novo e convoca o povo hebreu à reflexão e arrependimento.
Já o Dia do Perdão, que  aconteceu entre os dias 17 e 18 de setembro, é marcado principalmente pelo jejum, como forma de predominar o espírito, a alma frente à natureza material. Para alcançar essa purificação, o jejum dura aproximadamente 25 horas. Ao final do culto, é costume quebrar o jejum em torno de uma vasta mesa.
Na AIC, após o serviço religioso, realizamos a quebra do jejum com uma mesa com pratos deliciosos e variados, trazidos por nossos associados.

Veja as fotos!


sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Receita de Guildene para servir após Yom Kippur

O Guildene pode ser servido com Mondelech, uma massinha frita para sopa, após o Yom Kippur, para quebrar o jejum de 25 horas. Considerada a data mais importante do calendário religioso judaico, o Yom Kippur (Dia do Arrependimento) é celebrado 10 dias após o Ano-Novo.Encontre a receita nos sites:
http://www.muitomaisreceitas.com.br/receitas/sopas_e_caldos/guildene_com_kneidalech.html
http://www.receitas-e-culinaria.com/receita/guildene-com-kneidalech_45867.html
http://cdreceitas.com/sopas/sopa1827.htm

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Newsletter Conib - 16-09-10

Conib destaca
Textos e manchetes da mídia nacional e estrangeira
Para informar nossos ativistas comunitários

Yom Kippur-texto de Sergio Iokilevitc

A instituição de um "minyam" - quorum mínimo de 10 adultos judeus (que já tenham feito bar mitzvá) para a realização do serviço religioso - existe no judaísmo por várias razões. De forma resumida, é para que nos sintamos pertencentes a um grupo coeso, unido em torno de uma mesma finalidade. Assim sendo, procure doar de sí mesmo para a coletividade, saia de seu individualismo e compareça aos serviços religiosos da AIC neste Yom Kipur. Vivencie uma experiência única e básica para a manutenção de nossas tradições.

Leonor Scliar-Cabral, associada da AIC, é finalista do Prêmio Jabuti 2010

Leonor Scliar-Cabral acaba de ter a obra de nome Sagração do Alfabeto entre os 10 melhores da categoria Poesia do Prêmio Jabuti 2010, mais importante prêmio da literatura brasileira que é organizado anualmente pela Câmara Brasileira do Livro.
Mais informações sobre o livro na homepage da Scortecci Editora http://www.scortecci.com.br/lermais_materias.php?cd_materias=6328

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Newsletter Conib - 13-09-10

Conib destaca
Textos e manchetes da mídia nacional e estrangeira
Para informar nossos ativistas comunitários

sábado, 11 de setembro de 2010

O dia em que suspendemos nosso julgamento- Texto de Bernardo Sorj

Rosh Hashana é a experiência coletiva da passagem do tempo e Yom Kippur é o dia que procuramos entender o que esta passagem significa para cada um.
Rosh Hashana é sobre o destino, pois o tempo não para, enquanto Yom Kippur é sobre a liberdade, a possibilidade de exercermos a nossa capacidade de julgar, e de não julgar.
A passagem do tempo, apesar do que ele nos traz de perdas e sofrimento, nos abre a possibilidade de aprender coisas novas e expandir nossos sentimentos, essencial para suportar nossas limitações e criar um mundo melhor para nós mesmos e para os outros.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Nossa festa de Rosh Hashaná 5771

Caros associados e amigos,

ontem a noite celebramos com alegria o início do novo ano, 5571. A festa contou com uma significativa presença, fazendo de todos nós uma grande família. Somos gratos à CONIB e a World Union for Progressive Judaism por possibilitar a vinda do Hazan David Léo e seu filho Gabriel. Eles nos presentearam com um serviço religioso que encheu nossos corações de fe e esperança de paz para iniciar com tudo o novo ano.

Começar um novo ano envolve novos emprendimentos. E hoje, como parte de uma nova iniciativa, estamos inagurando este blog, para nos manter em contato, atualizados, e compartilhando informações, noticias e fotos de nossos eventos.

Shaná Tová!!

 Aqui vão as fotos de Rosh Hashaná, celebrado no Jureré Beach Hotel.